Quadrinhos

Injustice: o Homem de Aço como você nunca viu

Injustice: o Homem de Aço como você nunca viu

No começo do mês foi anunciado pela DC Comics que a HQ Injustice iria para seu quarto ano.  Os que não acompanhavam os quadrinhos foram pegos de surpresa. Afinal de contas, HQs baseadas em games não costumam durar muito tempo. Mas sem dúvida Injustice é uma enorme exceção a regra.

Injustice: Gods Among Us é uma pré-sequel do jogo de luta homônimo de grande sucesso. Quando o jogo foi anunciado, a história foi descrita como um mundo em que Superman tinha assumido como um ditador fascista e Batman estava liderando a revolução contra ele. Assim que o jogo realmente saiu, muitos ficaram um pouco decepcionados pois a história era mais sobre as versões “reais” dos heróis da DC que, a partir de um universo alternativo, entram neste mundo corrupto para corrigi-lo. A HQ não segue esta linha contando sua própria história e seus próprios personagens neste mundo diferente, em vez de ter o regular Superman e Batman fazendo o trabalho sujo de sempre.

Os quadrinhos explicam a história através de edições digitais semanais coletados em edições físicas mensais. Injustice: Gods Among Us conta a história da ascensão do Homem de Aço para a dominação do mundo e sua perda gradual da sanidade. No jogo, existem muitos detalhes importantes que passam batidos e o HQ se encarrega de contá-los.

Superman lamenta a morte de sua esposa grávida

Superman lamenta a morte de sua esposa grávida

Como tudo começou?

O Coringa usa um lote de gás do medo do Espantalho misturado com kryptonita para enganar Superman e fazer que ele assassine a uma Lois Lane grávida pouco antes da destruição completa de Metropolis. Em um acesso de raiva, Superman mata o Coringa. Depois de um período de luto Superman toma a decisão de intervir com mão de ferro contra o crime como juiz e executor, dando inicio ao confronto entre ele e o Cavaleiro das Trevas. Uma vez definidas as facções, Damian Wayne, que tinha ido ao lado de Superman, mata Nightwing e toma sua capa. Superman revela ao mundo que Batman é Bruce Wayne (pelo Twitter) e pouco depois assassina o Arqueiro Verde, uma das muitas mortes pelas mãos do transtornado Homem de Aço. Tudo isso só no primeiro ano!

 

O Arqueiro Verde mantêm a Harley Quinn escondida do Superman

O Arqueiro Verde mantêm a Harley Quinn escondida do Superman

O escritor Tom Taylor pega essas lacunas deixadas pelo jogo e faz um bom uso delas. Na época houve muita controvérsia sobre a morte da Lois ser a causa do Superman se tornar um ditador assassino. Agora, faz sentido vê-lo assim. Enquanto o jogo mostra Superman matar o Coringa e depois salta para ele como o grande ditador do mundo, os quadrinhos levam ​​quatro edições somente contando o que acontece com Lois e Metropolis.

Verdade seja dita, o Superman não passa do limite até a edição 33. A historia lembra bastante os eventos de Kingdom Come, onde o Coringa mata a Lois logo no começo da história, Superman perde sua fé na humanidade e torna-se um esquisitão fascista com boas intenções. As diferenças vêm da gravidade do que acontece com a Lois e dos elementos do enredo que sempre mantem o Superman dentro do limite. Aliás, quem gostou de Kingdom Come deve gostar de Injustice, e vice versa.

John Constantine se junta a Batman na luta contra o Homem de Aço

John Constantine se junta a Batman na luta contra o Homem de Aço

Apesar de ser uma HQ com arte média baseada em um vídeo game, estamos ansioso pelas próximas edições de Injustice mais do que quase qualquer outra coisa que a DC tem a oferecer recentemente. O quarto ano se concentrará na mitologia por trás da Mulher Maravilha, com Superman enfrentando os deuses do Olimpo. Na verdade, não deve surpreender-nos um quarto ano, vendo o sucesso que tiveram os volumes anteriores, com um magistral primeiro ano, e dois e terceiros anos satisfatórios. E a HQ ainda nem chegou na história do jogo neste quarto ano.

A nova temporada vai estar disponível em formato digital a partir de 13 de maio pelo site da DC Comics (em inglês). O roteiro ficará nas mãos de Brian Buccelato, que escreveu o terceiro ano. Da mesma forma, o desenho estará a cargo de Bruno Redondo, Xermaniaco e Mike S. Miller.

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quadrinhos
@ferio_siqueira

Mineiro de coração, cosplayer e gamer. Engenheiro vidrado em quadrinhos, cinema e tecnologia.

More in Quadrinhos

Extra! Extra! Super-Homem tem a identidade secreta exposta

Jefferson Melo1 outubro, 2015
Guerra Civil

7 coisas que a Marvel não pode fazer em Capitão América: Guerra Civil

Fernando Siqueira9 junho, 2015
Marvel Civil War

Guerra Civil: análise e resumo de um dos arcos mais famosos do Universo Marvel

Fernando Siqueira27 maio, 2015

Tá Grudado, Tá Glued!